Capoeira Crianças

A criança que pratica Capoeira infantil aprende não apenas a jogar como também a cantar e a tocar. Além disso, o jogo de Capoeira também aprimora o controle emocional, estimulando a observação e a defesa, quando necessária, ao contrário de incentivar a agressividade e a violência.

Recomendado para alunos a partir dos três anos, a Capoeira ajuda de inúmeras maneiras o desenvolvimento infantil, tanto de meninos quanto de meninas.

Veja os principais benefícios:

1. Difunde o valor da defesa – e não do ataque
2. Ajuda na formação moral
3. Desenvolve e amplia a cognição
4. Desperta a curiosidade infantil
5. Promove o desenvolvimento físico
6. Estimula o controle emocional
7. Combate as inibições

A atividade também auxilia a criança a familiarizar-se com a imagem do próprio corpo, pois os exercícios envolvem todas as partes do corpo, inclusive contando com a aquisição de gestos que são associados a uma cadência rítmica em dinâmicas que fortalecem a integração dos envolvidos. Também ajuda no amadurecimento das noções tempo-espaço, além de desenvolver, cada vez mais, uma atitude de interesse e cuidado com o próprio corpo.

Assim, a capoeira auxilia na ampliação das diferentes qualidades físicas e dinâmicas do movimento, melhorando a condição do andar, correr, pular, equilibrar, rolar, além de trabalhar força, velocidade, resistência e flexibilidade, aliado a um suporte lúdico, que é fator preponderante para a prática da modalidade

Uma parte importante da prática é a roda de capoeira, onde cada participante tem liberdade para fazer sua própria expressão corporal com movimentos abertos, não sendo obrigatório realizar movimentos pré-determinados. Essa forma de interação permite a oportunidade da criança se expressar, estimulando a criatividade da criança.

Todo este processo de construção do conhecimento, na capoeira, é construído por uma forte relação de respeito mútuo e parceria, sendo o objetivo natural desta arte jogar com e não contra o outro.

A capoeira infantil promovem além de tudo uma melhora nas relações interpessoais, ajudando desde crianças muito introspectivas até aquelas com problemas de hiperatividade.

X